quinta-feira, 24 de agosto de 2017

TALVEZ...

Talvez

Talvez seja um sonho,
utopia imprudente,
do desejo mais profundo de minha alma,
ser amada e envolvida no eterno.
Talvez a ânsia de tal desejo cegue-me
dos fatos reais...

Talvez seja a química da entrega mútua e sem temor.
São impertinentes tantos talvez,
e verdadeiro o meu desejo em querer-te...
um querer manso na distância,
uma realidade das circunstâncias.
Verdadeiro querer insano na hora
em que estamos juntos,
querer terno de ser amada
e feroz por senti-lo meu...
meu desejo, prazer, paixão e
fogo de amor só meu.


Rosicler Fátima Tomaz Pereira Schäfer 

Nenhum comentário:

Postar um comentário