domingo, 1 de janeiro de 2017

Realmente nada
























Não pensa que não sinto e sofro,
dói saber que a solidão abriu as portas,
para uma noite de longos desabafos, e
conhecer a história de alguém que
inspirava cumplicidade e ternura.

O tempo passou a noite aconteceu,
mágica e mística, enamorada ...
só em meu coração, o seu é tão
igual e vazio de verdade, como
tantos outros milhares de outros,
no planeta, o que você pode falar
ao meu coração que te ama?

Realmente nada, se todo amor
que tenho nem o amor do amigo
posso ter, que posso eu fazer além
de ajoelhar-me ao divino e a Ele
pedir o consolo, o colo e a cura.

Rosicler Fátima Tomaz Pereira Schäfer

Nenhum comentário:

Postar um comentário