quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Momentos de Solidão

     
Queridos (as) leitores (as) tenho certeza que muitos de vocês, como eu sentem durante muitos momentos do dia uma solidão terrível, mesmo sabendo teoricamente e filosoficamente, porque não afirmar espiritualmente que Deus e os anjos existem. Afinal, de que sentido teriam tantas grandes ou pequenas batalhas, se depois simplesmente morrêssemos? Nenhum sentido, existe algo mais.
     Mas  bate a solidão, aquele desejo de sentir um abraço, um beijo, de fazer amor, de saber que a pessoa que está do seu lado é o teu amor, que você pode ser você mesma, entregar-se de corpo e alma. Não precisará, ficar depois horas no banho chorando e tentando lavar-se para sair os fluídos que não foram de sentimentos de carinho, de respeito e muito menos de amor, ao contrário, foram de sexo, sem qualquer ligação, a não ser desejo, oportunidade, faro de carência.
     E essas palavras não são apenas para nós mulheres, acontecem com os homens, são usados, descartados, não há carinho, vínculo, só troca de favores, dinheiro. São momentos de dor que exigem superação.
     Afinal, o melhor é sorrir para quem tem estes tipos de atitudes e dizer: Sou grata por perceber teu egoísmo, mas saiba que a vida é uma passagem e todos homens e mulheres temos o livre arbítrio de escolher amar com gratidão, ou fazer sexo como bestas, é uma questão de opção.

     Amigos e amigas, apenas foi uma troca de ideia, continuo sempre amando e esperando o dia do fazer amor com a loucura e a verdade de ser dois corpos em uma alma só, para toda eternidade. 
     Obrigada, com toda a minha gratidão!!!


Rosicler Fátima Tomaz Pereira Schäfer

Nenhum comentário:

Postar um comentário