sexta-feira, 3 de julho de 2015

Passageiro

Passageiro

As palavras não são mentiras,
Escrevem histórias mágicas.
Quando a palavra é vida,
Significa existir, com algo
A mais, radiante de amor,
Sonhos e lutas cotidianas,
Captadas pelo coração embriagado
De vida e esperança no afeto.

Não há com o imaginar um
Passageiro qualquer do universo
Que possa expressar vida sem sonhar
E fazer dos seus sonhos,
Peças de um quebra-cabeça,
Com a história de uma vida.

Mas, se tal passageiro foge
Da vida, do sonho e da luta,
O que resta é só um respirar.
Sua história não tem o algo a mais,
Perde-se no caos do normal,
E seus passos não deixam
Marcas de amor ou de dor,
Apenas rastros de um viver
Superficial e banal.


Rosicler Fátima Tomaz Pereira Schäfer

Nenhum comentário:

Postar um comentário